Blog

Vacina contra a gripe: mitos e verdades

Ao contrário do resfriado, que é causado por outros tipos de vírus e tem sintomas mais brandos, a gripe é causada pelo vírus da Influenza e provoca febre alta, dores pelo corpo e, frequentemente, deixa o indivíduo acamado. Por esse motivo, a vacina contra a gripe é recomendada para prevenir a doença.

A gripe é transmitida através de gotículas de secreção na tosse, espirro ou saliva durante uma conversa com alguém infectado. Altamente contagiosa, uma única pessoa é capaz de contaminar todas as outras que estejam no mesmo ambiente e não estejam imunes. Por isso, a vacina contra a gripe é bastante indicada também como forma de prevenir que ela se espalhe.

Eficaz em 89% dos casos, é recomendada especialmente para grupos de risco cujas complicações secundárias são mais comuns e graves. São eles:

 

  • Idosos a partir dos 60 anos
  • Cardiopatas
  • Indivíduos com problemas pulmonares
  • Diabéticos
  • Indivíduos portadores do vírus HIV
  • Renais Crônicos
  • Gestantes a partir do terceiro mês
  • Profissionais de saúde
  • Pessoas que tenham contato com indivíduos de risco, para que não sejam transmissoras da doença para seus familiares

 

Conheça os principais mitos e verdades sobre a vacina contra a gripe

Muitas vacinas não obrigatórias geram dúvidas na população, e com a vacina contra a gripe não é diferente. Conheça os principais mitos e verdades sobre ela.

 

1. A vacina contra a gripe só é indicada para os grupos de risco - MITO

Qualquer pessoa a partir de seis meses de idade pode ser vacinada contra a gripe. Quem está no grupo de risco tem prioridade na vacinação e é altamente recomendado que o faça.

 

2. É preciso repetir a dose todo ano - VERDADE

A ação da vacina contra a gripe não é prolongada, diferentemente do que ocorre com outros imunizantes. A proteção leva cerca de duas semanas para atuar e tem duração de nove meses. Isso porque o vírus sofre mutação a cada ano e, após certo tempo, o nível de anticorpos preparados para combater o Influenza cai.

 

 

3. Quem toma vacina contra a gripe não fica doente - MITO

A vacina contra a gripe protege contra a gripe, mas não de resfriados e outras infecções que têm sintomas parecidos e também ocorrem no inverno.

 

4. A vacina contra a gripe não causa gripe - VERDADE

O imunizante possui um vírus morto, por isso é impossível que provoque a doença. Os vírus presentes na vacina são regulamentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No entanto, podem ocorrer reações como desconforto no local da aplicação, dor de cabeça e mal-estar nos primeiros dias, embora sejam sintomas raros.

 

5. Somente hospitais ou postos de saúde podem aplicar a vacina - MITO

Em 2014, foi aprovada uma lei no Brasil que permite a aplicação de vacinas em farmácias. A legislação permite o serviço para a prevenção de doenças imunopreveníveis, entre elas a gripe.

 

O que achou das dicas sobre a vacina contra a gripe? Inscreva-se em nossa newsletter e fique por dentro de todas as informações!

 

Leia também:

Como funciona a jornada de trabalho do farmacêutico

Interações farmacológicas: o que são, efeitos, tipos e como evitar

Conheça os procedimentos estéticos realizados por farmacêuticos

 

Importante: O objetivo deste blog é trazer informações atualizadas sobre o setor médico/farmacêutico. O conteúdo não expressa a opinião da empresa/Laboratório Teuto | Pfizer.