Blog

Logística farmacêutica: Oportunidade de trabalho para farmacêuticos

A logística farmacêutica é uma etapa importante do processo produtivo dessa indústria. O manuseio, transporte e armazenamento inadequado podem estragar os medicamentos e interferir na sua eficácia.

Por esse motivo, é importante que essa etapa seja acompanhada por um profissional habilitado e habituado aos trâmites da indústria farmacêutica. Daí surgiu a necessidade de um farmacêutico experiente em empresas de logística e transporte de medicamentos.

Você conhece essa ocupação e sabe como ela funciona? Veja neste post todas as curiosidades e informações a respeito dessa profissão.

Responsabilidade do farmacêutico na logística

O profissional formado em farmácia é o elo da empresa logística com as exigências de órgão fiscalizadores da indústria farmacêutica, como a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O transporte, armazenamento e manuseio de medicamentos devem seguir as exigências dessas autoridades. Cabe ao farmacêutico tomar conhecimento de tais exigências e fazê-las cumprir dentro das empresas de logística.

Além dessa responsabilidade, a principal delas, aliás, o profissional ainda tem outros deveres. Entre eles:

  • Auditar e qualificar fornecedores e agentes de logística;
  • Controlar a limpeza e manutenção dos depósitos de medicamentos e automóveis de transporte;
  • Fornecer treinamentos pertinentes aos operadores de carga e demais profissionais da empresa;
  • Criar e atualizar o Manual de Boas Práticas da logística farmacêutica de acordo com as normas vigentes;
  • Auxiliar na renovação de licenças necessárias para operação da empresa e todo o manuseio de medicamentos;
  • Acompanhar auditorias dos órgãos competentes in loco, bem como realizar suas próprias auditorias internas;
  • Garantir o controle da temperatura da cadeia fria (cold chain);
  • Fiscalizar diariamente o cumprimento das exigências regulamentadoras e auxiliar a empresa no seu cumprimento, inclusive, indicando a compra de equipamentos necessários;
  • Tratar as cargas de devolução e armazena-las adequadamente até que possam ser despachadas novamente ao fabricante;
  • Entre outras funções.

Desafios da logística farmacêutica

A logística farmacêutica ainda está carente de legislação e literatura, mais um motivo para confirmar a necessidade do farmacêutico nesse cenário. Para os profissionais é mais uma oportunidade de trabalho e carreira, saindo da tradicional demanda de mercado.

Mas engana-se quem pensa que tudo são flores!

É comum que algumas empresas cheguem a terceirizar toda a parte logística de sua cadeia produtiva, incluindo o armazenamento dos produtos. Algo que só revela a complexidade do tema no Brasil.

Por isso, para se dar bem nesse mercado é preciso criar um bom relacionamento com os órgãos de regulação para ficar por dentro das exigências. Em seguida, cabe ao profissional zelar pelo seu cumprimento dentro da empresa de logística.