Blog

Você sabe quais são e para que servem as tarjas de medicamentos?

Há uma infinidade de medicamentos comercializados em todas as farmácias do mundo. São tantas opções, que é preciso uma forma de controlar aquelas substâncias que trazem sérios riscos à saúde dos pacientes.

O sistema criado para esse controle foi chamado de tarjas, que nada mais são que faixas impressas nas embalagens dos medicamentos. Deste modo, farmacêuticos e demais profissionais da área da saúde conseguem identificar o grau de risco do remédio em questão rapidamente.

Mas você sabe qual o significado das tarjas de medicamentos e para que elas servem? Veja essas respostas no post de hoje!

Tarjas de medicamentos e seus significados

Veja a seguir as principais tarjas de medicamentos, para que servem e o significado de cada uma dessas faixas. Confira!

Tarja vermelha

A faixa na cor vermelha está presente em medicamentos com contra indicações e efeitos colaterais graves aos pacientes. O risco é grande se utilizado da forma errada ou por longas frequências, por isso exigem atenção especial do farmacêutico.

Os remédios de tarja vermelha exigem a prescrição médica para utilização e não podem ser receitados diretamente pelo profissional de farmácia. Na embalagem, além da faixa vermelha, está impressa a mensagem “Venda sob prescrição médica”, geralmente em letras de cor branca.

 

 

Essa categoria ainda se subdivide em dois pontos: sem retenção de receita e com retenção da prescrição médica. Quando é necessário reter a receita na farmácia, essa informação também vem escrita na embalagem.

Tarja preta

Medicamentos conhecidos como psicotrópicos ou entorpecentes, que causam alterações no sistema nervoso central quando consumidos. A utilização contínua também pode causar dependência.

Para ser dispensado pelo farmacêutico, esse medicamento exige o receituário de cor azul e precisa ser prescrito por um médico em todas as situações. Além dos dizeres “venda sob prescrição médica”, a mensagem “o abuso deste medicamento pode causar dependência” também aparece na embalagem dos medicamentos de tarja preta.

Tarja amarela

Representam os medicamentos genéricos, ou seja, remédios com a mesma formulação dos produtos de referência mas com custo inferior. Os medicamentos com essas tarjas precisam apresentar a faixa amarela e a mensagem “Medicamento Genérico” na caixa, juntamente com a letra G em maiúsculo.

Além da tarja amarela, os genéricos podem apresentar algumas das tarjas anteriores dependendo de seu grau risco. Por causa disso, é o único medicamento a ter mais de uma tarja.

Sem tarja

Medicamentos com grau de risco baixo e que dispensam a prescrição médica. Não apresentam nenhuma tarja na embalagem e podem ser prescritos pelo próprio farmacêutico.

São usados no tratamento de doenças menores e sem muito risco, como resfriados, dores de cabeça, azias e assim por diante. No entanto, ainda é necessário ler a bula desses medicamentos para evitar efeitos colaterais.

Gostou de relembrar o significado das tarjas de medicamentos? Compartilhe esse post nas redes sociais para ajudar outras pessoas a entenderem essa diferença.