Blog

O que é RENAME e qual a sua importância?

O uso desenfreado de medicamentos vem sendo um problema para a saúde pública há muitos anos. No Sistema Único de Saúde (SUS) isso não é diferente e precisa ser combatido com todas as forças.

Por causa disso, a OMS (Organização Mundial da Saúde) criou uma lista de medicamentos essenciais para a saúde da população. Nesse relatório constam os fármacos que não podem faltar e que precisam ter preços acessíveis para que as pessoas possam adquiri-los.

Esse documento também deu origem a uma relação dos estados e dos municípios brasileiros, que controla a disponibilização de medicamentos pelo SUS.

Mas você sabe por que isso é tão importante e qual o significado da sigla RENAME? Confira neste post!

O que é RENAME?

RENAME, ou Relação Nacional de Medicamentos Essenciais, é uma lista de fármacos com o intuito de atender as necessidades básicas da população. Esse documento rege o atendimento farmacológico do SUS e trata-se da base para orientação e abastecimento da rede pública de saúde dessas substâncias.

Em teoria, os itens constantes nessa lista não podem faltar na rede de saúde, ou então precisam dispor de preços mais acessíveis à população. Além disso, devem ser prescritos conforme as regras contidas nessa lista.

O RENAME tem como base a Lista de Medicamentos Essenciais da OMS, adotada pela primeira vez em 1978. O documento, disponibilizado pela Organização Mundial da Saúde também, tem a responsabilidade de nortear a política farmacológica dos países membros da organização.

Além do relatório nacional, cada estado e município brasileiro podem ter a sua própria lista de medicamentos essenciais. No caso das cidades, esse documento leva o nome de REMUME (Relação Municipal de Medicamentos Essenciais).

 

 

Qual a importância do RENAME?

O maior objetivo dessa relação de medicamentos é resguardar a saúde da população e dos cidadãos brasileiros. Para constar nessa lista, os remédios precisam comprovar a sua eficácia através de estudos clínicos aceitos pela Comissão Técnica e Multidisciplinar de Atualização da Rename (Comare).

Essa comissão é formada por gestores do SUS, faculdades e entidades de representação dos profissionais da saúde. Esse órgão foi instituído pela Portaria GM no. 1.254/2005, sendo o responsável por aprovar a lista dos medicamentos essenciais.

Para facilitar ainda mais o acesso a informação, o Ministério da Saúde lançou um aplicativo para celular com a lista desses remédios. O app é chamado de MEDSUS e pode ser baixado na Play Store para dispositivos Android ou IoS.

Para conferir a lista completa dos medicamentos, visite a página oficial do RENAME no site do Ministério da Saúde.

Gostou desse conteúdo? Aproveite para compartilhar em suas redes sociais e espalhar esse conhecimento.