Blog

Medicamento vencido: Aprenda a lidar com esse problema em sua farmácia!

Os medicamentos vencidos representam um problema grave nas farmácias e nas casas de usuários também. Quando a data limite de utilização do fármaco chega, é preciso descartá-lo adequadamente e com o mínimo de danos possíveis à comunidade e ao meio ambiente.

Da mesma forma, as farmácias precisam evitar que situações assim ocorram em seus estabelecimentos. Medicamentos vencidos antes da comercialização representam prejuízos sérios à empresa, além do fato de renderem processos judicias e até o fechamento da unidade.

Sendo assim, essa é uma questão muito importante a ser abordada e debatida entre as farmácias e drogarias. É exatamente sobre esse assunto que trata esse post. Leia o conteúdo na íntegra e tire suas dúvidas sobre os medicamentos vencidos e como combatê-los.

Gestão de compras

A primeira coisa a fazer para evitar medicamentos vencidos em sua farmácia é ter uma correta gestão de compras. Nesse processo você define a quantidade exata de medicamentos para comprar, fica de olho no prazo de validade deles e faz uma análise minuciosa das suas vendas também.

Uma compra ruim faz com que a farmácia estoque muitos medicamentos, perca o controle e acabe com milhares de itens vencidos. Isso se traduz em prejuízos milionários para o dono da farmácia e um risco gigante à saúde pública.

Controle de estoque

A gestão de estoque da farmácia também é outro ponto importante para evitar medicamentos vencidos nas prateleiras e jogados no depósito. Através de um bom sistema de gestão você consegue registrar as entradas e saídas de fármacos, gestão dos prazos de validade, curva abc, etc.

 

 

Com esse controle em mãos fica mais fácil garantir o rodízio correto dos produtos e não perder os prazos de validade. Além disso, você também é capaz de comprar os itens na quantidade correta, de acordo com a demanda, e evita as sobras de medicamentos.

Engenharia reversa

Esse tópico está mais ligado ao descarte correto dos fármacos depois de vencidos. As farmácias possuem responsabilidades legais, éticas e ambientais frente ao comércio dos medicamentos.

Embora a exigência da engenharia reversa ainda não esteja tão clara no Brasil, é um diferencial e tanto para usar atrelado a sua marca. Imagine contar com um posicionamento ambientalmente sustentável, auxiliando seus clientes a descartarem corretamente as sobras de medicamentos?

Para fazer isso, primeiro é necessário contar com um fornecedor responsável e com o mesmo posicionamento. Ou seja, um fabricante preocupado em descartar os medicamentos de forma adequada e responsável.

Em segundo lugar, basta adicionar um stand de coleta em seu estabelecimento e criar materiais de conscientização para a comunidade. Com o tempo, o número de pessoas visitando a sua farmácia tende a aumentar gerando mais negócios e vendas para você.