Blog

A importância da logística reversa na indústria farmacêutica

O descarte de medicamentos por meio do lixo comum ou do esgoto pode contaminar o solo e a água além de provocar complicações como a intoxicação de pessoas e animais. O combate a esse acontecimento é o foco de atuação da logística reversa na indústria farmacêutica.

Segundo levantamentos da Anvisa, o Brasil gera 34 mil toneladas de medicamentos vencidos todos os anos. Prevista no Decreto n° 7.404/2010 a logística reversa na indústria farmacêutica tem como objetivo tornar possível o correto descarte de insumos.

No estado de São Paulo já estão em vigor as regras que dispõe sobre a logística reversa. Nesse caso, elas foram desenvolvidas pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e há um agravante que pode prejudicar as empresas que não se adequarem:

Aquelas que não apresentarem um plano viável de destinação do lixo resultante de seus produtos poderão perder sua licença ambiental.

Licenças perdidas e multas serão as consequências mais recorrentes para as empresas que não programarem um plano de ação nesse sentido. Por isso, vale a pena se adiantar e começar a pensar em um.

 

 

Processo ajuda a descartar medicamentos adequadamente e ajudando a evitar problemas futuros

Vimos sobre a importância e as possíveis consequências da falta de uma logística reversa bem estruturada. Mas, como implantar na farmácia? Há alguns pontos que podem ser observados nesse sentido.

O primeiro deles é planejar e desenvolver um plano de resíduos sólidos. Nele deve ser detalhado todo o ciclo de vida de cada produto, em nosso caso, os medicamentos vendidos.

Feito isso é preciso avaliar o que fazer. Por exemplo, há uma série de formas de implantar a logística reversa na indústria de farmácias. Pode-se reutilizar insumos, algo muito comum na maior parte das empresas, ou promover a coleta e reciclagem de embalagens e produtos.

O ponto-chave da logística reversa para a indústria farmacêutica é garantir que os resíduos sejam descartados de forma ecológica e até mesmo a reutilização daqueles que podem. Tem dúvidas sobre o assunto? Aproveite para deixar seu comentário e opinião!