Blog

Comércio de medicamentos cresce 9,7% segundo a Abradilan

A venda de medicamentos e não medicamentos por distribuidores cresceu 9,7% em comparação com o ano de 2017 segundo dados da Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan). Apenas entre janeiro e agosto de 2018 essas vendas somaram R$ 3,8 bilhões. Esse número, no ano anterior, foi de R$ 3,46 milhões.

A Abradilan é uma entidade que reúne 140 empresas distribuidoras de medicamentos e produtos de higiene pessoal, além de cosméticos. Todos os dados fazem parte de uma pesquisa da IQVA, antiga Quintiles IMS Holdings, solicitada pela Abradilan.

Essa pesquisa apontou que, além da venda de medicamentos, os associados à entidade atingem 84% das cerca de 77 mil farmácias existentes no Brasil. Ou seja, esse percentual do varejo farmacêutico – 84% -  é atendido pelo canal de distribuição.

 

Aumento na venda de medicamentos

Segundo o levantamento, o número de unidades comercializadas em agosto de 2018 foi cerca de 7% maior que o mesmo período do ano passado – agosto de 2017.

Foi registrado 97,3 milhões de produtos vendidos. Enquanto isso, no mesmo mês de 2017 o número foi de 90,9 milhões.

A pesquisa ainda apontou que entre agosto de 2017 e agosto de 2018 as vendas totalizaram R$ 5,6 bilhões, o que significa 11,4% mais do que no mesmo período comparativo do ano anterior quando elas chegaram a R$ 5 bilhões.

Comércio de medicamentos genéricos

Em relação aos medicamentos genéricos e similares, na distribuição de segmentos dos produtos na Abradilan em agosto, eles representaram 42,6% das vendas em valores. Já se visto em unidades e não em valor, o percentual é ainda maior: Chegou a 44,3%.

Portanto, caso as vendas de medicamentos continuem nesse ritmo a tendência é só aumentar no próximo ano, 2019. Esse aumento no comércio de medicamentos interferiu de alguma forma no seu negócio ou na farmácia que você trabalha? Deixe nos comentários sua experiência para que outras pessoas do ramo possam entender mais sobre o assunto!