Blog

Conheça os mitos que prejudicam a vacinação e aprenda a contorná-los em sua farmácia

A vacinação infantil é um assunto que está sendo muito abordado atualmente. Isso porque algumas pessoas deixaram de vacinar seus filhos por acreditarem em alguns mitos da vacina. No entanto, essa queda na vacinação está colaborando para que algumas doenças retornem ao país.

Sendo assim, é importante que você saiba quais são esses principais mitos da vacina e o que você pode fazer para contorná-los em sua farmácia, a fim de que mais pessoas voltem a se vacinar e levar seus filhos. Leia mais!

 

 

Mitos da vacinação infantil

Confira a seguir quais são os mitos relacionados à vacinação infantil e entenda como você pode barrá-los em sua farmácia:

1.      O sistema imunológico infantil não suporta vacinas

Em primeiro lugar, alguns pais acreditam que o corpo da criança não suporta tantas vacinas, já que existem cerca de 11 vacinas recomendadas para bebês e crianças de até 2 anos. Eles temem que o sistema imunológico fique sobrecarregado, mas é um mito.

2.      Grande parte de pessoas doentes foram vacinadas

Outro grande mito da vacina é pensar que a maioria das pessoas que adoece foi vacinada. É claro que a vacinação infantil não é 100% eficaz, afinal cada pessoa reage de um jeito diferente, mas grande parte delas funciona muito bem!

3.      Vacinas causam autismo

Por fim, por causa de um artigo publicado no periódico The Lancet, pelo cirurgião britânico Andrew Wakefield, no qual ele argumentava que a vacina contra caxumba, sarampo e rubéola estaria ajudando no aumento dos casos de autismo, muitos pais pararam de vacinar seus filhos, entretanto, vários outros estudos já refutaram esse argumento!

É claro que existem outros mitos da vacina que fazem as pessoas optarem por não vacinarem seus filhos, mas esses são os principais entre eles.

Como contornar os mitos da vacina

Para contornar esses mitos da vacina, que tal fazer algumas campanhas de conscientização dentro da sua farmácia? Você não precisa esperar, por exemplo, o governo tomar atitudes, comece você mesmo. Faça alguns cartazes explicando a importância da vacinação infantil e outros mostrando os principais mitos da vacina, como os abordados acima, e os quebre!