Blog

Chega ao Brasil novo tratamento para artrite reumatoide

A artrite reumatoide é uma doença crônica que age nas articulações das mãos e dos pés, podendo afetar outros órgãos. O modo convencional de tratamento para a artrite reumatoide é feito com drogas modificadoras do curso da doença (MARMD), que atuam no sistema imune, impedindo que a mesma progrida.

Além dos fármacos já citados, podem ser utilizados também anti-inflamatórios, corticoides e modificadores da resposta biológica. Entretanto, muitos pacientes possuem sensibilidade a essas medicações ou não respondem de forma adequada a esses tratamentos.

Para saber mais sobre esse assunto, basta continuar a leitura.

Novo tratamento para artrite reumatoide é lançado

Com o nome de Olumiant® (baricitinibe), o novo fármaco é um tratamento oral que pode ser utilizado em conjunto com outros medicamentos eficazes contra a doença, ou usado como única alternativa.

A possibilidade de se usar um novo remédio como tratamento para a patologia é importante para aqueles pacientes que não respondem à terapia convencional. Nesse sentido, um estudo com pessoas acometidas pela enfermidade e que enfrentavam dificuldades com os tratamentos convencionais, evidenciou o Olumiant® como uma nova terapia disponível.

Os resultados do estudo mostraram diminuição na evolução da doença, redução da inflamação e alívio dos sintomas típicos da patologia como rigidez, dores nas articulações e fadiga. Além disso, o fármaco em questão demonstrou maior eficácia que outros medicamentos utilizados terapeuticamente. Veja os dados em cada grupo estudado.

1. Pacientes previamente tratados com metotrexato

70% dos tratados com Olumiant tiveram melhoria de 20% dos sintomas relacionados à artrite reumatoide.

2. Pacientes em terapia com MARMD convencionais

62% dos tratados com Olumiant obtiveram redução dos traços negativos da doença.

3. Pacientes que utilizavam MARMD inibidores do TNF

55% dos tratados tiveram pelo menos 20% de melhora nos sintomas associados à enfermidade.

Mecanismo de ação e efeitos adversos

O mecanismo de ação do Olumiant está envolvido no bloqueio de enzimas que atuam no processo de inflamação e de lesão articulares. Como essas enzimas não conseguem realizar seu papel sobre as articulações, a reação inflamatória é cessada e ocorre a redução dos sintomas da patologia.

Drogas que modulam o sistema imune geralmente estão associadas ao aumento do risco de infecções. Além disso, o uso do medicamento está relacionado a um aumento de anomalias hematológicas e reativação viral. Observou-se em alguns pacientes o aumento nos parâmetros lipídicos e elevação das enzimas hepáticas.

Estudos e perspectivas a longo prazo

As taxas de remissão foram observadas em quatro semanas de uso. Alguns estudos a longo prazo comprovaram a eficácia do medicamento por pelo menos 2 anos. Os pesquisadores acreditam que o medicamento auxiliará os médicos e os pacientes por suprir a necessidade de um tratamento eficaz que promova resultados positivos a longo prazo.

A empresa farmacêutica responsável pelo medicamento admite que, apesar dos avanços tecnológicos na área da saúde e em estudos sobre a doença, muitos indivíduos ainda sofrem com os sintomas da enfermidade.

A companhia acredita que um tratamento para artrite reumatoide de última geração pode auxiliar os pacientes brasileiros a serem curados mais rapidamente. Esses e outros temas relacionados podem ser acompanhados nas nossas redes sociais, siga-nos e não deixe de se inteirar sobre as novidades na área.