Blog

Liderar ou pressionar?

O que mais vejo são colegas desanimados com a profissão, e preocupados com o salário que é diferente em cada Estado. A melhor maneira de ter um salário maior é fazer por merecer. E este "merecer" envolve muita determinação e paciência.

Determinação porque existem vários colegas com o mesmo propósito, que não medirão esforços para se destacarem. Paciência, porque para se tornar mais visível no mercado, é necessário um certo tempo, tempo este, repleto de tentativas diárias de sucesso, que podem gerar muita frustração até se obter o resultado desejado.

Entrar no barco que está navegando sobre um mar de novas oportunidades é essencial para ver este crescimento profissional se tornando realidade. É importante manter o “controle diante das fortes ondas” e ter em mente a direção para a qual se deseja ir, lembrando-se sempre de que o mar sempre vai ter os dois lados, o da calmaria, e o das tempestades. O que não se pode fazer, é ficar à deriva esperando que as oportunidades cheguem até você.

É importante não deixar que as condições do seu trabalho lhe façam perder a esperança em sua profissão. Trabalhar em farmácias e drogarias, infelizmente pode se tornar um tanto exaustivo devido a meta de vendas, e a desconcertante e antiética pressão que os denominados "líderes" fazem sobre os balconistas e farmacêuticos para que vendam determinados produtos.

Diversas vezes os líderes são na verdade cópias mal feitas de líderes de verdade. Aqueles que ensinam, e não apenas dão as ordens. Aqueles que são exemplos, e estimulam os outros a se espelharem nele, devido a ver que realmente vale a pena trabalhar em prol daquela empresa.

Os farmacêuticos tem que colocar-se em seus lugares. Trabalhar em prol da empresa sim, visando o bom atendimento, a responsabilidade e o respeito, e consequentemente, manter os clientes satisfeitos.

Agora, você, que lidera uma farmácia, ou que lidera um grupo de farmácias, deve ser o maior exemplo. Afinal, o seu grupo é seu reflexo. Às vezes, para se alcançar uma meta, basta ser condizente com o que se propaga. Falar é muito simples, o fazer é que de fato importa.

Uma farmácia não é uma loja de liquidação, onde a única meta é acabar com o estoque. Uma farmácia comercializa tratamentos, curas e orientações.

Desestimule sua equipe, pressionando-a, e verá que não só as vendas diminuirão, mas também a alegria em trabalhar na sua empresa.

Capacidade não falta, talvez o que esteja faltando, seja a maneira como se lidera.

Lembrem-se de que o que faz uma equipe produzir é o seu líder. Se ela não está produzindo, faça uma análise de sua própria administração. O que mais gera resultados, é o exemplo. É assim que os filhos são educados, e é assim que sua empresa gerará os tão pedidos, resultados.

Fernanda Marinho – Farmacêutica Generalista*

*Mensalmente, o Espaço Farmacêutico abre este espaço para seus parceiros exporem suas opiniões e ideias sobre diversos temas. Portanto, este conteúdo é de total responsabilidade de seus autores.