Blog

Farmacêutico protegido: veja como se proteger durante o Coronavírus

Junto com a pandemia provocada pelo novo coronavírus, uma série de questões também começaram a preocupar profissionais que atuam na área da saúde, afinal, como manter o farmacêutico protegido durante esse período?

As farmácias estão na linha de frente de uma série de problemas envolvendo a saúde pública. São o primeiro ponto onde muitos vão buscar por informações para sanar dúvidas sobre as preocupações. Constituem uma parte importante e até indispensável do sistema de saúde, por isso, tanto o farmacêutico quanto os seus colaboradores e clientes precisam estar preparados.

A seguir, selecionamos algumas orientações que podem ajudar a manter todos os que atuam no setor de farmácias a se protegerem. Acompanhe!

Proteção individual

As farmácias devem ter a preocupação básica de garantir a proteção individual a todos os seus colaboradores. Afinal, trata-se de uma equipe que deve enfrentar esse período em harmonia, logo, higienização das mãos e uso de máscaras deve ser padronizado.

Conscientizar os funcionários

Para se manter protegido, o farmacêutico precisa orientar e dar as diretrizes corretas aos seus funcionários. A proteção de um depende de todos entenderem os cuidados que devem ter.

Disponibilizar higienização adequada

Disponibilizar álcool em gel para os clientes da farmácia é uma ação simples que garante que os clientes, os funcionários e o farmacêutico estejam protegidos. É interessante deixar o produto em um lugar já na entrada e visível a todos ou, até mesmo, destacar um funcionário que fique responsável por orientar aqueles que chegam.

Ampliar a distância entre o cliente e o atendente

Outra ação simples, mas muito útil, é ampliar a distância nos balcões de atendimento. Esse cuidado também deve estar presente quando o cliente precisar de uma avaliação mais detalhada, como na sala de atendimento do farmacêutico.

Oferecer atendimento remoto 

Manter o farmacêutico protegido também depende de adaptações nesse período. Uma ideia que pode ser adotada é criar canais de atendimento remoto, como chats online. Serviços de entrega (delivery) também devem ser considerados, pois quanto menor a necessidade o cliente tiver de ir até a farmácia, melhor será para todos.

Ampliar os cuidados

Pode haver a necessidade de atendimento presencial a pessoas com doenças crônicas e outras necessidades. Nesse caso, os cuidados devem ser melhor planejados. Por exemplo, pode ser interessante o farmacêutico criar uma forma de atendimento domiciliar, uma vez que essas pessoas estão no grupo de risco.

Outra opção é fazer o atendimento individual, mas adotando todas as medidas de segurança possíveis.

Recomendações importantes

Os sintomas e detalhes envolvendo o novo coronavírus já são amplamente conhecidos. E aqui entra um cuidado especial: orientar as pessoas sobre o atendimento, mais especificamente, para que não se dirijam à farmácia para serem atendidas pelo farmacêutico caso apresentem algum sintoma.

Os cuidados para manter o farmacêutico protegido, bem como sua equipe, podem interferir na rotina do funcionamento do atendimento, mas é válido lembrarmos que esse momento exige esse tipo de abordagem. É algo passageiro que poderá ser enfrentado e superado com a cooperação de todos.

Gostou de nossas dicas? Então curta nossa página no Facebook, nos siga no Twitter e fique por dentro de nossas novidades e atualizações!