Blog

Conselho Federal de Farmácia divulga Identidade farmacêutica no formato digital

A identidade farmacêutica trouxe muitas melhorias aos farmacêuticos, compradores e gerentes de farmácia. Leia o artigo abaixo e entenda.

A identificação agora se tornará mais segura e em formato online

O documento agora será feito de policarbonato, um material que aumenta a durabilidade da identificação e a torna mais resistente. Além disso, o documento também será mais seguro e confiável, pois receberá um chip e QR-code, bem como de versões eletrônicas, que são opcionais.

Porém, lembre-se, as versões digitais não substituem a obrigatoriedade do documento. Ou seja, faz-se necessário que o profissional apresente, em fiscalizações, por exemplo, a carteira de identidade de Farmacêutico e/ou o crachá de profissional habilitado CRF.

Divulgação da Identidade Farmacêutica

Na quarta-feira dia 16/12/2020, houve uma Reunião Ordinária, a qual é realizada semanalmente pelo Plenário do CFF (Conselho Federal de Farmácia), onde foi aprovado uma proposta de resolução que irá realizar muitas mudanças para os farmacêuticos compradores e gerentes de farmácia!

Essa proposta irá compor a chamada Célula de Identificação Digital dos conselheiros federais e regionais. Além desta novidade, a Cédula de Identidade Profissional do farmacêutico e do não farmacêutico também ganhou melhorias que irão auxiliar farmacêuticos, compradores e gerentes de farmácia.

Conforme informações trazidas pelo conselheiro federal de Farmácias de Amapá, Carlos André Oeiras Sena, pioneiro em propostas semelhantes a que está em questão, as quais foram realizadas em meados de 2009, afirma que será gratuita a emissão eletrônica da Cédula de Identidade Profissional definitiva do farmacêutico e do não farmacêutico, e estará disponível através de um aplicativo que pode ser baixado em qualquer celular, mas também existirá sua versão em cartão policarbonato.

Um dos colaboradores da proposta, e também conselheiro federal de Farmácia do Paraná, declara que o documento responsável por comprovar que estabelecimentos e empresas dos ramos farmacêuticos exercem as exigências de ter em seu estabelecimento um profissional registrado nos Conselhos Regionais de Farmácias (ou CRFs) para cumprir e desempenhar seu papel em atividades da profissão não poderá mais ser cobrado, ou seja, não será mais exigido uma emissão do Certidão de Regularidade.

A Resolução estará disponível em 60 dias a partir da data de publicação da proposta e, também em 60 dias, a partir da data de publicação, sendo este o prazo para os CRFs (Conselho Regional de Farmácia) encaminharem os dados dos inscritos.

Mas se você não possui essa nova e moderna cédula de identidade farmacêutica e está em dúvidas se a sua atual não será mais válida, não se preocupe, pois ela continuará sendo válida por tempo indeterminado a todos os alistados que ainda não possuem a nova cédula de identidade. Porém, é um processo de objetivo gradual a transição para a nova identidade.

A implementação da Identidade Farmacêutica é uma inovação para farmacêuticos, compradores e gerentes de farmácia, não é mesmo? Portanto, fique por dentro e acompanhe mais informações sobre o assunto!

Gostou do texto? Para mais leituras e notícias informativas como esta, siga-nos nas redes sociais e assine nossa newsletter!

 

Fonte:

https://crfse.org.br/noticia/1221/identidade-de-farmaceutico-fica-mais-segura-e-sera-tambem-digital
http://www.crfsp.org.br/noticias/3893-alerta.html
https://www.diariodasleis.com.br/legislacao/federal/218363-cedula-de-identidade-profissional-do-farmaceutico-e-nao-farmaceutico-institui-a-certidao-de-regularidade-tecnica-e-estabelece-itens-de-seguranca-na-carteira-de-identidade-profissional.html